EDUCAÇÃO FÍSICA: CARREIRA, SALÁRIO E GRADE CURRICULAR

A graduação em Educação Física é dividida em dois cursos, e o aluno deve escolher entre Bacharelado (4 anos) e Licenciatura (3 anos)   A área de Educação Física ainda é muito estigmatizada. Em outras palavras, existe um preconceito social sobre as funções que um profissional de Educação Física exerce. Muitos acham que quem faz o bacharel ou licenciatura, em Educação Física, invariavelmente vai trabalhar em uma academia. Mas não é bem assim. O aluno de Educação Física, até meados de 2005, fazia um curso único que contemplava bacharelado e licenciatura. Depois de 2005, essas especificações se dividiram e, hoje, o aluno deve escolher entre licenciatura e bacharelado. Na prática, o educador físico é preparado para organizar e supervisionar programas de exercícios físicos, acompanhar tratamentos de portadores de deficiência, desenvolver atletas de diferentes modalidades e portes físicos, entre diversas outras funções. Se você tem dúvidas se deve ou não seguir carreira como Educador Físico, o UniÍtalo vai te ajudar a entender como funciona essa área, as principais características e funções que poderá exercer no mercado.   1. Como funciona a Educação Física 2. Educação Física: Bacharelado ou Licenciatura? 3. Expectativa salarial 4. Grades curriculares 5. Concluiu o curso de Educação Física? Veja as carreiras que poderá seguir  

1. COMO FUNCIONA A EDUCAÇÃO FÍSICA

O aluno deve ter aptidão com biologia, pois a maior parte do curso é focada no funcionamento e nas especificidades do corpo humano. Com 4 anos de duração (Bacharelado), o aluno sai capacitado para atuar tanto em ambientes escolares como em academias, clubes, clientes particulares, empresas, entre vários outros segmentos do mercado. Em tese, o curso consiste na análise da capacidade física através das atividades corporais. As matérias ministradas estão diretamente relacionadas aos variados tipos de esporte, além de forte fundamentação em Ciências Biológicas e Saúde. O educador físico também pode atuar como técnico de uma equipe ou como preparador físico de atletas. O mercado de trabalho é forte para quem ingressa na carreira de Educação Física. As principais oportunidades são em academias e escolas. Esta última existe principalmente pela obrigatoriedade da Educação Física no ensino fundamental e médio. Mas o profissional não se restringe a essas duas opções, ele pode atuar em outros segmentos que vão desde empresas a equipes de esporte, por exemplo. A ginastica laboral é um recurso cada vez mais utilizado pelas empresas modernas, e nesta hora o educador físico se destaca, dando orientações e supervisionando as atividades. Clínicas de fisioterapia, spas e alguns hospitais vêm abrindo oportunidades para educadores físicos auxiliarem no tratamento aos pacientes. Outros profissionais desse curso também podem trabalhar nas áreas de entretenimento de hotéis ou como guias turísticos.

2. EDUCAÇÃO FÍSICA: BACHARELADO OU LICENCIATURA?

Antigamente, até o ano de 2005, o aluno de Educação Física tinha foco em bacharelado e licenciatura no mesmo curso. A partir de 2005, percebeu-se a necessidade de separar a disciplina em dois focos distintos. Portanto, o aluno agora deve optar em se especificar em Bacharelado ou Licenciatura. Abaixo, o UniÍtalo te mostra as principais diferenças entre essas duas opções.

Bacharelado em Educação Física

A graduação como bacharelado significa que o profissional é mais focado em trabalhar em empresas, como hospitais, clínicas, corporações, equipes de esporte, departamentos médico etc. Sempre com foco em auxiliar no tratamento de pacientes/ clientes e preparar o condicionamento físico de atletas. O bacharelado permite que o aluno tenha um leque muito maior de opções de trabalho. Além disso, também pode ministrar pequenos cursos para empresas ou trabalhar como instrutor em alguma instituição.

Licenciatura em Educação Física

A licenciatura é muito mais focada em dar aulas, principalmente para turmas infantis, ensino fundamental e médio. O curso tem duração de 3 anos, mas possui o mesmo conteúdo disciplinar do Bacharelado, contudo, com foco mais didático. Apesar te ter o foco exclusivo na parte teórica, com forte direcionamento para ministrar aulas, o profissional que faz licenciatura também pode se aventurar em algumas empresas, ou preparar fisicamente atletas para uma competição, por exemplo.

3. EXPECTATIVA SALARIAL

Apesar de muitas empresas requisitarem profissionais de Educação Física, o salário costuma ficar abaixo da média de mercado. Exceto em alguns casos específicos, como personal trainers bem sucedidos e profissionais que conquistaram grande renome na carreira. Os salários costumam variar de acordo com o segmento de mercado e especialização do educador. O UniÍtalo separou algumas médias para você ter noção de como essa área está situada no mercado.

Profissional Recém-Formado

Quem está iniciando na profissão, normalmente, tem o salário entre R$ 1 mil e R$ 3 mil, dependendo da função e segmento de trabalho. Esse profissional pode ser um professor de Educação Física em um colégio (infantil, fundamental ou médio); Instrutor de Academia; Personal Trailer; Monitor Esportivo;  Orientador Físico etc.

Profissional Nível Intermediário

Trata-se do profissional entre 2 e 5 anos de carreira. Nesta etapa, é possível ampliar os ganhos dando aulas para o ensino superior ou assumindo cargos de gestão em grandes negócios de condicionamento físico. Nestes casos, o salário pode variar entre R$ 3 mil a R$ 6,5 mil, dependendo da especificação do educador físico e a instituição para qual trabalhar.

Profissional no Auge da Carreira

São os profissionais com mais de 6 anos de carreira. Nessa etapa, é possível cobrar mais caro de academias, empresas e alunos particulares, justamente porque você terá um nível técnico muito maior para oferecer. Os ganhos podem varia de R$ 4 mil e R$ 10 mil, dependendo de suas especializações. Alguns casos são mais extremados, como profissionais que atingem alto destaque na carreira, seja por meio de publicações, conquistas ou contatos. Assim, o salário pode subir para até R$ 20 mil mensais.   Por mais que o estágio não seja obrigatório, é importante estagiar durante a faculdade, justamente para ganhar experiência e começar a se especificar. Desta forma, quando ingressar no mercado de trabalho, após a conclusão da graduação, não entrará em um nível tão “inicial”. Em outras palavras, há chances de você já ingressar como profissional “intermediário” e maximizar seus ganhos.

4. GRADES CURRICULARES

As disciplinas trabalhadas no curso de Educação Física, independente se for Bacharelado ou Licenciatura, são voltadas para Ciências Biológicas e Saúde. O conteúdo disciplinar do curso para Bacharelado é praticamente o mesmo conteúdo aplicado para Licenciatura, contudo, o que muda é o foco didático das matérias. Isso significa que a Licenciatura em Educação Física, apesar de serem as mesmas matérias, prepara o aluno com foco teórico, enquanto o Bacharelado é muito mais prático. A seguir, veja as principais matérias ministradas na graduação Educação Física.  
  • Anatomia Humana
  • Biologia Humana
  • Metodologia do Basquete
  • Metodologia da Natação
  • Metodologia da Natação Desportiva
  • Metodologia da Ginástica
  • Metodologia da Ginastica Artística
  • Metodologia do Voleibol
  • Metodologia do Handebol
  • Metodologia do Atletismo
  • Metodologia do Futebol
  • Metodologia da Musculação
  • Metodologia da Ginástica de Academia
  • Metodologia das Artes Marciais
  • Recreação e Lazer
  • Metodologia do Desporto Infantil
  • Anatomia do Sistema Locomotor
  • Psicologia Aplicada ao Esporte
  • Fisiologia Aplicada ao Esporte
  • Socorros e Saúde Pública
  • Cinesiologia e Biomecânica
  • Aprendizagem e Desenvolvimento Motor
  • Educação Física Adaptada
  • Nutrição Aplicada ao Esporte
  Essas disciplinas são apenas as principais, ainda há aquelas complementares que vão desde ‘Libras’ até “Introdução à Pesquisa Científica”. Essas matérias podem mudar de nome de acordo com a instituição de ensino, mas o conteúdo disciplinar continua sendo o mesmo.

5. CONCLUIU O CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA? VEJA AS CARREIRAS QUE PODERÁ SEGUIR

A carreira de Educação Física, apesar de não se resumir apenas a instrutores de academia, não tem um leque gigantesco de opções como outras profissões, por exemplo, administração e tecnologia. Mas existem algumas boas opções. Neste artigo, o UniÍtalo separou 5 carreiras que você pode seguir após cursar Educação Física, acompanhe.

Turismo

Vários educadores físicos trabalham na área de turismo. Desde atividades de entretenimento em hotéis até acompanhamento de exercícios físicos ao ar livre. Esse educador físico pode estender suas atividades para passeios em cavernas, montanhismo, trilhas etc. A finalidade é trabalhar o condicionamento físico em paralelo com o turismo ecológico.

Personal Trainer

O personal trainer talvez seja a opção mais tradicional e uma das que oferece maiores possibilidades de uma carreira bem sucedida. O profissional vai se especializar em condicionamento físico, desde exercícios específicos para cada tipo de pessoa até a nutrição – acompanhamento da alimentação dos alunos. O quão mais reconhecido for o personal, melhor remunerado ele é pela academia, clube ou empresa para qual trabalha. Além disso, há a possibilidade de selecionar alunos particulares, que podem pagar melhor. Além disso, você também terá o privilégio de acompanhar de perto a evolução do seu trabalho.

Ensino

Se optar por fazer Licenciatura, terá uma gama de opções muito maior para dar aulas. Desde colégios particulares, estaduais e municipais (ensino infantil, fundamental e médio). Profissionais com mais experiência podem ministrar aulas no ensino superior, em faculdades e universidades. Já quem opta por Bacharelado, consegue ministrar cursos para empresas, auxiliar em aulas em clubes, academias, associações esportivas etc. Treinar equipes esportivas também é uma opção bem viável.

Clientes Especiais

Se você leva jeito para lidar com grupos especiais, como idosos, deficientes físicos ou mentais, gestantes, doentes, crianças com deficiência, cardíacos etc. Poderá trabalhar no acompanhamento físico e instruir esse público. As oportunidades de trabalho surgem desde em academias até empresas e alunos particulares.

Clínicas e Hospitais

Você pode trabalhar em clínicas de fisioterapia, postos de saúde e hospitais, auxiliando no tratamento de pacientes com problemas musculares. O educar físico é muito requisitado nesses ambientes, justamente porque possui a instrução necessária para aplicar atividades físicas e acompanhar no desenvolvimento muscular dos pacientes. Confira em nosso site institucional o que fazer para ingressar em nossos cursos de bacharelado ou licenciatura em Educação Física.
0

You may also like

Tudo sobre a Graduação em Logística
Entenda o que é a iniciação científica
Graduação: Análise e Desenvolvimento de Sistemas