ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS: MERCADO, CARREIRA E SALÁRIO

  Com média salarial igual aos demais profissionais de tecnologia, o especialista em análise e desenvolvimento de sistemas pode atuar em qualquer área tecnológica. O tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas tem a duração de dois anos e meio. Ele é mais uma peça da estrutura da área de Tecnologia da Informação. Se você pretende trabalhar com tecnologia, sistemas computacionais, banco de dados etc., esse tecnólogo é uma boa alternativa. Apesar de ser uma formação mais abrangente, ela fornece subsídios suficientes para preparar o aluno para o mercado de trabalho. No cenário socioeconômico atual,    as profissões relacionadas à tecnologia são as de maior destaque. Por outro lado, o mercado está carente de bons profissionais, o que valoriza ainda mais aqueles que possuem boa formação. Diferentemente de outros cursos, a área de tecnologia exige que o profissional tenha uma bagagem teórica mais densa. Isso significa que, para exercer boa parte das atividades, além de um conhecimento básico, é necessário possuir especificações e sempre se atualizar sobre os assuntos pertinentes à área tecnológica. Está em dúvida sobre o curso que pretende ingressar? O Uniìtalo vai explicar como funciona o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Isso vai proporcionar a você mais critérios para essa importante escolha. Acompanhe.   1. Como funciona o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas 2. Análise e Desenvolvimento de Sistemas ou Sistemas da Informação? 3. Expectativa Salarial 4. Grades Curriculares 5. Concluiu o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas? Veja as carreiras que poderá seguir

1. COMO FUNCIONA O CURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

Antes de falarmos especificamente sobre o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas, é importante entender como um profissional da área de TI trabalha. Na prática, são programadores que resolvem problemas do mundo real por meio do mundo virtual, ou seja, POR MEIO de códigos. Esses profissionais preferem ser chamados de “desenvolvedores”, justamente por desenvolverem soluções para variados tipos de problemas. Alguns se denominam como “programadores”. Contudo, esse nome dá A impressão DE que eles são robôs e apenas programam sem pensar. O tecnólogo Análise e Desenvolvimento de Sistemas prepara o aluno para projetar, analisar e implementar sistemas de informação para diversos setores de um negócio. O profissional dessa área é especializado na criação de sistemas informatizados, assim como as redes e os bancos de dados. É um curso muito próximo da graduação Sistemas de Informação. No entanto, a graduação em Sistemas de Informação é mais específica: são 4 anos de curso, ao contrário desse tecnólogo que é mais abrangente, com apenas 2 anos e meio. O aluno vai aprender a desenvolver softwares, programar computadores, aumentar a velocidade de processamento das informações e a capacidade de armazenamento das máquinas, criar soluções para problemas de um negócio e otimizar os sistemas de informação que já existem nas empresas.

Atualização e mercado de trabalho

É essencial que o aluno se mantenha informado sobre as linguagens de programação, além dos ambientes operacionais – que são suportes para os aplicativos. Desta forma, terá muito mais facilidade para ingressar em diversos tipos de desenvolvimentos e implementações de projetos. O mercado de trabalho é muito aberto para analistas de sistemas. Depois de se formar, você pode trabalhar em pequenas, médias e grandes empresas E, até mesmo, atuar como freelancer, ou fazer um concurso público. Você pode trabalhar na área antes mesmo de se formar, desde que tenha conhecimento técnico suficiente para exercer a função. Atualmente, os analistas de sistemas estão entre as profissões que mais geram oportunidades de emprego nos últimos anos. É um mercado ascendente e promissor.

2. ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS OU SISTEMAS DA INFORMAÇÃO?

http://italo.com.br/Upload/Guias/curso-analise-desenvolvimento-sistemas-ou-sistemas-informacao.jpg Realmente, as diferenças são mínimas. Ambos são cursos que preparam os alunos para trabalharem com tecnologia, desde a criação até a implementação e atualização dos sistemas de informação. São profissionais que administram os computadores, desenvolvem softwares, criam, rastreiam e analisam banco de dados, monitoram as redes etc. A principal diferença entre esses dois cursos é: o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas é um tecnólogo. Por isso ele é mais abrangente, contempla menos disciplinas e trabalha o lado mais básico das funções tecnológicas. É um bom curso introdutório para área de tecnologia. O aluno deve ter aptidão para matemática e senso lógico, além de criatividade. Por outro lado, a graduação em Sistemas de Informação tem 4 anos de duração e é mais específica que um tecnólogo. Ela “desce” mais o nível em cada disciplina E fornece um grau de detalhamento maior. Isso possibilita ao aluno a especialização em algumas áreas. Portanto, se você pretende ingressar na área de tecnologia a fim de analisar os possíveis horizontes profissionais, o tecnólogo pode ser uma boa estratégia. Se você já está integrado com tecnologia e sabe que essa é sua aptidão profissional, talvez seja um bom caminho fazer a graduação Análise de Sistemas ou GTI (Gestão da Tecnologia da Informação).

3. EXPECTATIVA SALARIAL

http://italo.com.br/Upload/Guias/expectativa-salarial-analise-desenvolvimento-sistemas.jpg O mercado de trabalho valoriza muito os profissionais da área de tecnologia, até porque se trata de uma mão de obra qualificada relativamente rara no mercado. Assim, quanto mais qualificado for o profissional, mais espaço ele terá nesse mercado. PORÉM, mesmo aqueles que têm o mínimo esperado de conhecimento teórico já possuem espaço. Por isso, essa é a área mais promissora da atualidade. Para entender a expectativa salarial do curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas, é preciso separar tanto os diferentes níveis de profissionais quanto os diferentes níveis de empresa. Existem 3 níveis de profissionais: 1) Recém-formado; 2) Nível intermediário; e 3) Com experiência. E 3 níveis de empresas: 1) Pequenas empresas; 2) Médias empresas; e 3) Grandes empresas.
  • A média de mercado para quem é recém-formado, qualificado como “júnior”, está entre R$ 1.800,00 a R$ 3 mil, dependendo da empresa. O valor pode chegar A até R$ 5 mil em grandes empresas.
  • Profissionais no nível intermediário, chamados de “plenos”, recebem entre R$ 5 mil e R$ 8 mil. O valor pode chegar a R$ 10 mil em grandes empresas.
  • Já o líder de projeto, com experiência, conhecido no mercado como “sênior”, recebe ENTRE R$ 8 mil E R$ 15 mil, em média. O valor pode chegar a R$ 20 mil em grandes empresas.
É importante estagiar durante o curso, seja graduação ou tecnólogo, e se atualizar constantemente sobre as linguagens de computação. Isso dará a você mais subsídios para começar em uma empresa como “pleno” em vez de “júnior”, quando terminar o curso.

4. GRADES CURRICULARES

http://italo.com.br/Upload/Guias/grades-curriculares-curso-analise-desenvimento-sistemas.jpg O tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui uma grade curricular mais simples em relação às graduações de tecnologia, justamente porque se trata de um curso mais introdutório. No entanto, já é o suficiente para garantir uma boa experiência na área, fazendo com que o aluno tenha o conhecimento necessário para atuar em diversos projetos de grandes empresas. Abaixo, o UniÍtalo separou as principais disciplinas que o aluno está sujeito no curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Veja.
  • Algoritmos e programação
  • Fundamentos de Bancos de Dados
  • Matemática Aplicada
  • Organização e Arquitetura de Computadores
  • Redes de Computadores
  • Programação Orientada e Objetos Básicos
  • Programação Orientada a Objetos Avançados
  • Gerência de Projetos (PMBOK)
  • Sistemas Operacionais e Distribuídos
  • Banco de Dados
  • Qualidade de Software
  • Análise e Estrutura de Dados
  • Linguagem de Programação Estruturada
  • Auditoria de Sistemas
  • Tópicos Avançados de Tecnologia da Informação
  • Análise de Projetos Avançados em TI
  • Segurança da Informação
  • Programação e Arquitetura Web
  Lembre-se de que os nomes dessas matérias podem variar de acordo com a faculdade, mas o conteúdo teórico é o mesmo. Como você pode perceber, trata-se de um tecnólogo com uma carga densa de conteúdo, próprio para integrar o aluno no mundo da tecnologia/ programação/ código.

5. CONCLUIU O CURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS? VEJA AS CARREIRAS QUE PODERÁ SEGUIR

http://italo.com.br/Upload/Guias/carreiras-analise-desenvolvimento-sistema.jpg Quem conclui o curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas tem diversas opções no mercado de trabalho. Isso porque é possível trabalhar com todas as áreas que envolvem tecnologia, assim como qualquer profissional de TI. São inúmeras opções. Porém, selecionamos 5 profissões bem populares. Se você pretende seguir na área de TI, veja as possibilidades:

Administrador de Banco de Dados

Esse tecnólogo fornece um bom embasamento sobre banco de dados. Desta forma, você pode tanto participar da criação quanto da implementação e atualização do banco de dados de uma empresa. Outros profissionais desta área são responsáveis por fiscalizar o desempenho do banco de dados e identificar possíveis erros, como duplicidade de informação, por exemplo. Construir programas para recuperar dados também é uma das tarefas.

Suporte Técnico

Trata-se de uma função mais simples, que ajuda na manutenção dos programas já existentes em uma empresa. O especialista desta área é responsável por prestar o suporte técnico ao usuário, desde A manipulação dos softwares até a utilização da internet e redes. Além disso, esse profissional trabalha com atualizações e identificação de falhas nos sistemas de informação.

Analista de Sistemas

Ele é responsável por projetar um sistema, identificar falhas e necessidades dos clientes. O primeiro passo é identificar o que os clientes precisam. Depois, documentar e participar da criação e implementação do sistema de informação. Desta forma, este especialista deve ter um bom conhecimento sobre desenvolvimento de hardwares e softwares, além de conhecer perfeitamente a visão estratégica da empresa e do produto.

Web Designer

É o profissional que traduz o código para a visão do usuário. Toda página é constituída por códigos desenvolvidos pelos engenheiros da informação. Esses códigos devem ser traduzidos em forma visual. É nessa hora que o web designer torna-se essencial. A interface é construída pensando especificamente na usabilidade. Para isso, é necessário estar atualizado nas linguagens atuais de computação, entender sobre JavaScript, HTML e o CSS.

Segurança da Informação

Toda empresa corre o risco de ter suas informações roubadas, adulteradas ou manipuladas. O especialista em análise da segurança da informação desenvolve técnicas que minimizam esses riscos, como Firewall, filtros de spam, antivírus, criptografia, entre outras programações. Na prática, ele é responsável tanto por ajudar no desenvolvimento desses programas como por fazer a manutenção e identificar falhas nos sistemas de segurança.
0

You may also like

Curso: Análise e Desenvolvimento de Sistemas
A importância dos Cursos de Extensão
Curso: Estética e Cosmética

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *